Com absoluta exclusividade, em primeiríssima mão: Amor Sem Razão De Rômulo Albuquerque, com direito a uma pequena entrevista. De presente para nossos seguidores… Deixe-se tomar pelo “Amor Sem Razão”…


Amor Sem Razão; De Rômulo Soares Albuquerque

 

015

 100% SAUDÁVEL; 100% LISO; 100% SEM FORMOL

PLÁSTICA DOS FIOS LISO PERFEITO

TELEFONES AMARELOS EM JPEG

Mais uma vez, mais uma vez aqui estou perdido em pensamentos, onde você protagoniza o Teatro chamado vida. Quão bom se pudesse moldar o final da História, acabando essa como conto de fadas. Exatamente como você pensou: “e viveram felizes para todo o sempre…”.

Acreditando tudo saber, percebi ser você sempre o que sempre quis; que tinha tudo para fazê-la feliz. Tão certo de tudo, jamais soube de nada, enganando-me… Encontro- a em cada detalhe: na reclamação da cama desarrumada, no chuveiro deixado pingando, na cueca largada ao chão. Como fazem falta cada detalhe, toda hora, todo dia, ao amanhecer, ao me deitar.

Sinto seu respirar, contemplo expressões e gemidos; o correr de tuas unhas por minhas costas, impiedosamente rasgando-a em nítida demonstração de descontrole, prazer e libido infinitos.

Não vou de minha mente apagar… Marcas eternar-se-ão, perpetuando-se por todo meu existir. Sou louco, sou prazer, alucinado, apaixonado, sabe por quem, não preciso em palavras colocar.

Por ti lutarei, meu mais profundo medo enfrentarei, mas ao final, seminua em meus braços a terei; rasgando sua roupa com a boca a te devorar, para em fim, com teu corpo nu me deparar. Sentindo em meus lábios sua lubrificação mais profunda, desprovido de qualquer pudor.

Quão bom se no fim dessa História acabássemos juntos, com nossos corpos entrelaçados, ávidos Pelo do outro. Mas para o tudo se realizar, necessita-se nele acreditar. Por vezes errei fazendo-a chorar, saindo ferido de contos que jamais me lavaram a nenhum lugar. Não te pedirei perdão, é pouco, quiçá hipócrita! sei tão pouco de mim, e de minha bocas mentiras jamais ouvirá.

Estive muito distante, principalmente de mim… Você bem sabe quem existe aqui dentro; dos sonhos, e loucuras, da insanidade pelo pecado, pelo tudo a transgredir normas, conceitos, regras insuportáveis, advindas de um universo que teima querer segurar-me deter-me, fazendo-me seguir o caminho comum. Sou feito ave, necessito, como Ícaro, sentir o queimar do sol, mesmo que por ele seja morto, mas… Não desistirei de voar.

Amo você, quero você… Um dia ao olhar ao retrovisor de mais besteiras venha e me lembrar; das dores em ti causadas, nutridas por tristeza e desencanto… Talvez… Talvez quem você sonhou jamais existira…Não faço ideia de quem ou do que sou…Mas enlouqueceria se com frequência buscasse saber.

Agora estou ouço nossa música… Vejo seu sorriso… O gole de vinho… Sinto a calma serena; nós a contemplarmos o universo igualmente por ele sendo contemplados. Tudo ao nosso alcance, dependendo de nosso querer inevitavelmente inconsequente. Então vejo em seus olhos; sim, vejo, Ainda está por completo dentro de você. Sabendo Que outros lábios, outro toque, ou carícia jamais a faria transcender… Sou seu irracional, a emoção sobrepondo-se à razão. Intriga-te; inquieta-te, fascina-te. Não prometerei mudar; nunca soube mentir para ti… Isso jamais terá de mim. Meus olhos falam o que meus lábios calam; minhas lágrimas afloram sensibilidade, doçura fazendo-a delirar.

Porém, Não mais insistirei; sua decisão; respeitarei… Esquecer jamais, isso não posso lhe prometer… Mas ao se olhar no espelho, sabe que iremos sempre nos encontrar, revivendo cada momento com a mesma intensidade do primeiro. O toque suave a percorrer detalhes escondidos em seu corpo, promovendo movimentos reflexos os quais jamais, jamais pensei existir.

Tanta coisa, tanto tudo para nos contentarmos com momentos descontrolados; o que sentimos é muito forte, ao outro estaremos a nos doar. É meu melhor orgasmo, o beijo avassalador, meu querer instintivo, animal; minha sensibilidade de menino, único e verdadeiro amor. Em outros braços tentei de todo nosso mundo esquecer; Esqueci-me de tudo, menos de você. Ao final sempre o vazio… Depois do prazer não era você sorrindo a me olhar. Coração disparado, pensamentos a mil, vida sem regras, amor sem limites, tudo o que eu nunca entendi… Mas queira ou não, aquele, aquele é justamente o Homem-menino que você amou desde o princípio. Jamais fingi; para ti completamente me despi. Bem sabe que nada lhe omiti.

Agora de ti necessito desligar-me… Estando em meus pensamentos vejo-me ao volante em disparada… Acelerando feito louco sem saber se no final da estrada você iria está

Assim sou eu: Imprevisível, inconstante, libidinoso, tarado, sensível, carinhoso, doce, um meigo sonhador… O antagonismo refletido em carne e osso. Sinônimos, antônimos, lógica, razão, nenhuma luz ou clarão.  O desejo pelo proibido fascina-me, brotando, entretanto, lágrima a dilacerar sua face, maltratando a tudo, a todos. Para ti é desnecessário dizer que. Que… Jamais fiz por mal… Aprendi, é verdade, a me aceitar… Infelizmente ou felizmente, não sei, aos outro não sou igual, não sou… Quero sempre mais, sem ideia do quanto mais…  Para seu bem, é melhor sermos passado, o encanto que jamais existiu, o cristal em fragmentos espalhados ao chão… Mas penso assim quase nunca, raramente, nem mesmo assim consigo pensar.

Quero-a cada vez mais; bem sabe, como ninguém, onde me encontrar… Fingindo errar caminhos consegue em mim sempre esbarrar. Então te deparas com meu olhar, sorriso sem graça, o homem desajeitado de sempre, o bobo que você sempre quis que… Que… Fosse cada vez mais, cada vez mais bobo a te apaixonado a te amar, amar e amar.

                                  De Rômulo Soares Albuquerque

Sendo Objetivo, nas perguntas, já que temos direito a cinco…

1- Há pouco tempo, estive com você, olho no olho; Você vinha de três textos fortes, polêmicos, subversivos, bastante premiados. Como entender do nada um texto como esse. Complexo ao mesmo tempo fascinante?

R= Obrigado pelos elogios. Há muito me pediam textos românticos… Mas não é possível por em palavras… Simplesmente se tem ou não vontade de escrever sobre algo… Quando nos vimos, realmente, saía do forno “A Hora Do basta” e ele refletia toda minha indignação e revolta. Mas o interessante no ser humano é a complexidade dos sentimentos. Não posso falar quanto aos outros, mas em cada texto está refletida a emoção contida dentro de mim. Agora, não sei prever qual emoção prevalecerá na hora de escrever ou mesmo desabafar. Por isso acredito não ser um escritor, nem poeta, muito menos um artista. Preciso sentir, necessito da emoção para escrever. Não sei fazer sob pressão, como uma obrigação.

2- Você já pensou em escrever um Livro? Contos? Não sei; algo parecido.

R= Nunca falei sobre isso… Mas escrevo uns 22 livros em paralelo… Cada um com histórias bem diferentes… Dependendo do dia, do momento, escrevo parte de um, parte de outro. Ao escrever livros a continuidade é fundamental, mas não sei encher linguiça. Perdoem-me, mas não tenho o talento de José de Alencar em passar 6 páginas descrevendo uma mesa, uma árvore, algo similar. A leitura tem que ter emoção para quem ler; claro, a meu ver. Ora, coincide de eu ser muito mais emoção do que razão. Se desses 22 livros, nenhum for publicado, nenhuma frustração em mim restará. É como fazer amor, só dá com prazer.

3- Você foi chamado por diversas emissoras para escrever novelas ou mesmo minisséries. Porque você declinou?

R= A novela no Brasil, como um todo é segue um padrão, uma tendência, não podendo ir além ou ficar aquém da sociedade. Sou extremamente perfeccionista. Essa busca me levaria a buscar prender o telespectador cada dia com emoções fortes, como se cada dia fosse o último capítulo. Acredito, para isso, não necessitar de cenas de nudez ou de sexo. Dependendo do contexto, simples coisas podem reter a atenção das pessoas. Não conseguiria escrever diálogos banais, sem conteúdo, que não transmitisse ou acrescentasse algo às pessoas. O sucesso não me fascina. Não estou a prossegui-lo. Não me enquadro no perfil existente hoje em dia.

4- Mas roteiros você fez diversos… Por quê?

Roteiro é bem diferente… Em um roteiro você é mais amplo, menos restrito. No roteiro eu traço os pontos fortes que serão abordados, e algumas dicas sob o prisma que acredito ser mais coerente. E, sinceramente, não gosto de quando as coisas desandam que tenho que colocar nos eixos. Existe um cronograma… Tudo que faço existe um contexto, uma razão. Às vezes demoram demasiadamente no mesmo tema, porque está rendendo audiência. A questão é que insistir nesse tema compromete a dinâmica de uma história. Fica uma coisa repetitiva, chata.

5- Para finalizar- Li e reli diversas vezes seu último texto… Amor Sem Razão… Qual interpretação você, como autor daria a ele?

R= Eu não sou a pessoa mais ideal para responder essa pergunta. Eu coloco pra fora o que está aqui dentro; procuro não filtrar o inconsciente. Sei que é complicado… Mas algo como acreditar não sabermos quem somos realmente… Eu me descubro e redescubro todo dia… Ademais, depois de escrito é como uma música… Cabe a cada um contextualizá-la. Interferir nisso, seria inconsequente… Porque não teria as respostas certas para o que quis dizer realmente… Vem de dentro… Não tenho também essas respostas.

6- Só para terminar. Alguma coisa nova por vir?

Não sei mesmo… Juro… Hoje, por exemplo, ao acordar estava focado em uma coisa bem diferente, ao Marketing ao ser usado para determinado produto. Estou cheio de ideias… Às vezes sistematiza-las não é fácil. Mas não sei como será minha tarde, noite, amanhecer… Juro, que queria poder dar a você as respostas exatas. Mas não as tenho.

7- E viagens, algumas já planejadas?

R= Combinamos 5 perguntas… Estamos na oitava… Aproveitando-se, hein? (risos). –Não… Estive ausente muito tempo. Amo o Brasil. Se houver, serão viagens rápidas, nada de temporada, ou algo similar. Aqui está ótimo. Bom mesmo…

Obrigada, em nome de todos agradecemos a exclusividade do lançamento… Sim, só para finalizar… São verdades os boatos de que você colocaria a venda os textos narrado por você, enfatizando a entonação correta, ou melhor, que você daria ao texto. E para quando seria? Caso exista, quanto custará?

Calma, isso é um bombardeio… Sim, acredito que para quem busca uma melhor compreensão, ajudará, pois o sentimento em cada parágrafo difere com a emoção sentida. E, quando os releio, é como se fosse à primeira vez… A emoção vem com toda a força. Existe o projeto, sim… Você perguntou para quando seria… Essa é uma das coisas que quero fazer para logo… Inclusive textos inéditos, jamais publicados… Não quero demorar… Quanto ao preço, não estou fazendo isso pelo dinheiro… Ele não deixa de ser um projeto. Quero que tenha qualidade. O custo será para cobrir essas despesas… Mas quero que seja justo. Que todos possam ter acesso e que eu possa surpreender cada um… Vai ser bacana…

Obrigada, mais uma vez…

Por nada… Nada mesmo… Espero que tenha acrescido de alguma forma positiva para quem ler. Beijo…

 

Ao conversar em OFF, Rômulo nos relatou que o vídeo abaixo muito o inspirou; inclusive postando-o em seu Facebook.

ALÉM DO SOL; ALÉM DO MAR

 

ABAIXO A TABELA COM OS PRODUTOS MAIS VENDIDOS

PELA DISTRIBUIDORA, COM SEU RESPECTIVO VALOR E

PESO:

Ashampoo_Snap_2012.03.18_09h16m33s_014_Documento do Microsoft Word

liso perfeito WEB PEQUENA liso de ouro manutencao original liso de ouro da brasillyzzy

                    “NÃO É UMA QUESTÃO DE BONDADE OU DE QUERER SER DIFERENTE, MAS SIM DE JUSTIÇA, DE RESPEITO ÀS PESSOAS. TODA EMPRESA DEVE TER A OBRIGAÇÃO DE VENDER COM TRANSPARÊNCIA, HONESTIDADE. EM UM MUNDO ONDE TODOS QUE PASSAM A PERNA NO SEMELHANTE SÃO VISTOS COMO “ESPERTO”, A SUPERVISÃO, O RESPONSÁVEL DEVE SAIR DETRÁS DE SUA MESA E TER A CORAGEM DE MOSTRAR O ROSTO. QUANDO SE TRABALHA DE FORMA DECENTE NADA DEVEMOS TEMER. MEU MSN PESSOAL É:romuloalbuqueqrue@msn.com. E SEMPRE, SEMPRE TERÃO ACESSO À MINHA PESSOA.”

                                                            RÔMULO SOARES ALBUQUERQUE

                                                    SUPERVISÃO GERAL DO GRUPO YOU AND I

  TELEFONES AMARELOS EM JPEG

 

 

logofinal

Anúncios

Sobre revistadainternet

Sou Rômulo Soares Albuquerque, nascido em 02 de Março de 1976, formado em Direito desde 1999, com inscrição da OAB-CE sob o número: 13.414 residente e domiciliado em Fortaleza-Ce. E-mail pessoal: romuloalbuquerque.adv@msn.com

Publicado em 9 de abril de 2012, em inteligentes, ipad 2, ipad 3, ios 5, ios,, ipad 3, mais, mais você e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s